Inglês para Disléxicos e TDah

O curso inglês para disléxicos e para aqueles que tem déficit de atenção é um curso comum, o diferencial está na didática. O aluno é tratado com muita sensibilidade diante de suas reações e produções durante os estudos. Como o Dyspeak é um curso que atende diretamente à necessidade de cada aluno, com aulas individuais (um aluno por vez), as aulas são extremamente personalizadas. O ritmo da aula é de acordo com o ritmo do aluno.

Perguntas frequentes

O aluno disléxico e/ou com déficit de atenção demora mais tempo para aprender inglês do que um aluno que não possui dislexia e/ou déficit de atenção?

Isso é muito variável. Cada pessoa possui um funcionamento. Existem pessoas que, aparentemente, não possuem dislexia e/ou TDAH e são mais rápidas em certas etapas dos estudos de inglês e essas mesmas pessoas podem se tornar mais lentas em outras etapas. Por outro lado, existem pessoas com dislexia e/ou TDAH que fazem caminhos inversos. Velocidade nos estudos de inglês é uma questão mais de funcionamento de cada indivíduo do que ter ou não dislexia e/ou TDAH.

 

Alunos com dislexia e/ou TDAH podem falar, ler e escrever em inglês?

Sim. Dependendo do nível de dislexia, o aluno pode ter todas as habilidades de comunicação no inglês bem desenvolvidas. Se o grau de dislexia for muito avançado, alguma habilidade pode ficar menos desenvolvida, mas nada que impossibilite o aluno de aprender o idioma.

 

Qual é a maior vantagem de estudar via Skype com um professor particular?

A grande vantagem é o atendimento extremamente personalizado, quando é um aluno por vez, que é o caso do Dyspeak.

 

O Skype é pago ou gratuito?

Gratuito.

 

O que é o Skype?

O Skype nada mais é do que um tipo de telefone online, no qual você pode falar com a outra pessoa usando chamadas de vídeo ou de voz.

 

Como faço para ter minha conta no Skype?

Primeiramente, você tem que ter o Skype no seu computador e/ou celular. O download do Skype é também gratuito. Depois de instalado no seu computador e/ou celular, você criará uma conta. O procedimento é algo muito parecido com a criação de conta de e-mail ou Facebook.

 

Se tem dificuldades, sempre peça ajuda!

Se você possui alguma dificuldade de aprendizagem e sabe que possui certa dificuldade, compartilhe sua real situação com o máximo de detalhes possíveis com a família, amigos, professores – pessoas importantes do seu convívio. Isso tornará suas relações com todos mais fáceis. Essas pessoas buscarão com você bons recursos para diminuir as suas dificuldades. Dessa forma, você nunca estará sozinho com as suas dificuldades de aprendizagem e sempre será ajudado com maior precisão. Assim, tudo fica mais simples, inclusive a sua relação com a sua dificuldade, porque você passa a agir de maneira mais natural, não escondendo algo que muitos portadores consideram um peso (um fantasma).

Todos nós precisamos de ajuda no dia a dia. Portanto, deixe qualquer vaidade boba de lado, seja ajudado e ajude!